Você está aqui: Página Inicial / Blog / Como os usuários do PayPal são enganados

Como os usuários do PayPal são enganados

Conheça as formas mais comuns pelas quais os usuários do PayPal são enganados e têm seu dinheiro roubado por meio de spam, phishing e vários tipos de fraude na plataforma.

Você sabe como usar o PayPal com segurança, mas, todos os dias, os golpistas inventam novos truques para obter acesso às contas dos usuários e esvaziar carteiras digitalmente. Hoje, compartilhamos algumas artimanhas mais comuns destes cibercriminosos.

Fraude de pagamento antecipado

Não é incomum que golpistas online usem a chamada fraude de pagamento antecipado, golpe clássico da Internet, para enganar usuários do PayPal. As vítimas recebem notificações de que uma certa quantia em dinheiro é devida – pode ser uma herança, prêmio loteria ou alguma outra compensação.

As opções são ilimitadas, mas seja qual for a história, a vítima tem que fazer um pequeno adiantamento (no caso, usando o PayPal), e talvez preencher um formulário com dados pessoais, para receber o dinheiro. Obviamente, o remetente da mensagem desaparece após o pagamento e quaisquer dados pessoais divulgados acabam em um banco de dados e talvez sejam vendidos na dark web.

Como evitar esse golpe: não transfira dinheiro nem divulgue informações sobre você a estranhos. A maioria dessas mensagens tem muitos alertas: ganhos ou compensações absurdamente generosos, erros gramaticais, o endereço de um remetente que parece mais apropriado para um robô do que para uma pessoa, e assim por diante. Preste muita atenção a todos os detalhes e não tome decisões com pressa.

Problemas com a conta do PayPal

Golpe número dois: Houston, temos um problema. Esse golpe começa com um e-mail que afirma vir do PayPal e diz que algo está errado com a conta do destinatário. Mas não se preocupe, o problema pode ser resolvido – basta clicar neste link e fazer login.

Agora espere um momento. Isso parece muito com phishing!

Em 99% dos casos, o link leva a uma página que se parece mais ou menos com o site real do PayPal, embora em um domínio ligeiramente diferente. Faça login a partir daí e o nome de usuário e a senha vão direto para os golpistas.

Em casos especialmente graves, corrigir o alegado problema da conta pode exigir a instalação de um programa “para ajudar a restaurar o acesso”. Na verdade, será um Trojan.

Como evitar o golpe: novamente, procure erros na mensagem e nos endereços da web que não correspondam ao endereço oficial do serviço e lembre-se sempre de que o PayPal nunca relatará um problema para você usando esse tipo de texto em um e-mail.

Você pode instalar uma solução de segurança que protege você contra phishing e fraude online – ela reconhecerá páginas da web perigosas automaticamente e as bloqueará, mesmo quando você estiver com pressa ou distraído.

Golpes de reembolso de pagamento indevido

Vamos agora examinar algumas maneiras pelas quais os golpistas induzem as pessoas a lhes dar dinheiro quase que inteiramente por sua própria vontade. Entre os golpes mais comuns nesta categoria estão os de pagamento de valores indevidos, em que um comprador envia o pagamento a um vendedor, mas por algum motivo ele envia mais do que o preço de venda. O comprador alega que é um erro e pede o reembolso da diferença, mas imediatamente após o recebimento, o comprador cancela a transação original.

Como evitar o golpe: acidentes acontecem, é claro, mas na maioria dos casos o pagamento em excesso é implausível e deve ser sempre um sinal de alerta. No caso de um erro real, é mais seguro para ambas as partes cancelarem a transação incorreta e permitir que o pagador comece do zero, reenviando o valor correto e verificando cuidadosamente cada campo, zero e vírgula decimal. Se eles se recusarem, entre em contato com o suporte do PayPal imediatamente.

Fraude envolvendo entrega e cancelamento de pagamento

Outro golpe comum diz respeito à entrega. Às vezes, os criminosos que fingem ser compradores pedem a um vendedor para enviar mercadorias usando o serviço de entrega favorito do comprador, que supostamente oferece um desconto. Os golpistas mudam o endereço de entrega e depois fazem uma reclamação, dizendo que a mercadoria nunca foi entregue.

Outro resultado potencial é que a empresa de entrega acaba sendo uma fachada, permitindo que um comprador desonesto receba seu dinheiro de volta usando os mecanismos legítimos existentes para mercadorias enviadas de boa fé.

Finalmente, esse tipo de golpe pode ser colocado em prática por meio da substituição de endereço: o comprador fornece um endereço falso e, após várias tentativas de entrega malsucedidas, a empresa pergunta onde sua compra deve ser entregue. Dessa forma, eles recebem o pacote, mas, no entanto, registram uma reclamação contra o vendedor alegando que eles não receberam nada. Dados os inúmeros relatórios de entrega malsucedida, o PayPal pode acreditar no cibercriminoso.

Como evitar o golpe: use apenas serviços de entrega verificados por você pessoalmente ou por pessoas em quem você confia. Nunca envie nada antes de receber o pagamento e certifique-se de guardar todos os recibos.

Esquemas “criativos” de pagamento

Pessoas honestas também podem ser enganadas usando esquemas de pagamento duvidosos. Por exemplo, o PayPal tem uma opção de transferência de dinheiro com taxas reduzidas para familiares e amigos. Às vezes, os golpistas solicitam uma transferência de dinheiro dessa forma para economizar nas comissões e prometem um desconto em troca.

De acordo com as regras da plataforma, no entanto, esse método não deve ser usado para pagar mercadorias e nenhum programa de proteção ao cliente se aplica a essas transferências. Qualquer pessoa que enviar um pagamento de “amigos e família” a um golpista pode dar adeus ao dinheiro – e às mercadorias.

Golpes desse tipo também incluem ofertas de transferência de dinheiro por meios alternativos que são supostamente mais convenientes, ou mais baratos, ou por qualquer outro motivo considerado melhor pelo vendedor. Em geral, se a outra parte insiste em algo assim, ou começa a contar histórias, ou tenta criar urgência (última chance de fazer um acordo, dentro de uma hora estarei voando para o Alasca para viver fora da civilização pelos próximos 20 anos), provavelmente algo suspeito está acontecendo.

Como evitar o golpe:  ignore as solicitações para usar métodos de pagamento alternativos. O PayPal tem programas de proteção muito bons para vendedores e compradores, mas eles funcionam apenas para transferências padrão feitas pela plataforma.

Contribuições de caridade e doações beneficentes

Existe um círculo especial do inferno para pessoas que enviam solicitações falsas de doações de caridade. Não é incomum que essas pessoas aceitem “doações” ou “contribuições” por meio do PayPal. Cancelar o pagamento não ajudará em nada se os fraudadores reivindicarem os fundos recebidos prontamente (o que provavelmente farão), então você precisa verificar se tudo é legítimo com antecedência.

Esteja especialmente atento aos pedidos de doação de caridade durante desastres naturais e outros eventos de força maior – fique tranquilo, os criminosos sempre estarão lá para lucrar com o infortúnio dos outros.

“Oportunidades lucrativas”, também conhecidas como oportunidades de investimento, podem surgir a qualquer momento. Os golpes são semelhantes aos que envolvem instituições de caridade falsas, mas geralmente são caracterizadas por promessas de lucros fabulosos sem quaisquer riscos especiais. Claro, a vida não funciona dessa maneira.

Como evitar o golpe: pesquise e verifique ofertas boas demais para serem verdade ou histórias muito tristes. Verifique a reputação de cada fundação de caridade (ou empresa de investimento) para a qual você considere enviar dinheiro. É melhor se você tiver conhecidos ou amigos que trabalharam ou conhecem a atuação da entidade e podem atestar sua legitimidade, mas, independentemente disso, você pode verificar instituições de caridade na Internet usando serviços como Charity Navigator, Better Business Bureau e Charity Watch.

Como evitar problemas no PayPal

Vamos resumir e delinear algumas dicas gerais para ajudá-lo a se proteger contra a maioria das tentativas de fraude, roubo de conta e outras coisas desagradáveis:

  • Procure sinais de alerta nas mensagens: erros gramaticais, tentativas de incitar o senso de urgência ou perigo, endereços de e-mail e links diferentes dos oficiais (mesmo que apenas por uma letra);
  • Não confie nas mensagens incondicionalmente; verificar quaisquer possíveis problemas por meio de sua conta pessoal no site ou no aplicativo do PayPal (especialmente importante quando se trata de mensagens de confirmação de crédito de fundos);
  • Nunca use um serviço de entrega desconhecido e envie para o endereço indicado na página de transação, nenhum outro;
  • Evite os métodos alternativos de transferência de dinheiro que os fraudadores propõem; Os programas de proteção do PayPal não tem medidas de segurança associadas a eles;
  • Não confie em uma oferta que parece boa demais para ser verdade; provavelmente não é;
  • Não forneça informações pessoais à outra parte além do necessário para a transação. Em particular, nunca compartilhe sua senha;
  • Não baixe software adicional ou quaisquer outros arquivos suspeitos enviados a você por e-mail. PayPal não faz isso.

Hoje em dia, os golpistas espalham links de phishing não apenas por e-mail, mas também nas redes sociais. Por exemplo, alguém pode configurar uma conta no Twitter com um nome como PayPalGifts e usá-la para atingir usuários crédulos. Não vai durar muito, é claro, mas enquanto a conta estiver ativa, poderá promover um grande impacto nas finanças do usuário.

Adaptado de: Como os usuários do PayPal são enganados (kaspersky.com.br)