Você está aqui: Página Inicial / Blog / Responsabilidade tem a ver com empatia, concorda?

Responsabilidade tem a ver com empatia, concorda?

Responsabilidade tem a ver com empatia, concorda?

Empatia


Ao longo de minha vida me deparei com diversos individuos que careciam de responsabilidade. Eles não se importam que suas atitudes provoquem consequências negativas na vida de outras pessoas.

Muitas pessoas acreditam que se atrasar para um compromisso, não comparecer na reunião agendada, não entregar tarefas no prazo acordado ou não cumprir com seus deveres pessoais não são falhas graves de comportamento, e por isso, geralmente não pedem desculpas ou não se incomodam por não honrar sua própria palavra.  

Individuos irresponsáveis não conseguem entender o dano que suas atitudes causam para o próximo. Por exemplo: o aluno reprova em diversas materias na graduação enquanto o Pai e a Mãe trabalham duro para pagar a mensalidade da Universidade; o cliente marca uma reunião com um fornecedor de outro estado, porém o cliente desmarca a reunião em cima da hora; o consumidor recebe um serviço de má qualidade. Poderia citar diversos exemplos aqui, mas acredito que que vocês já perceberam que agir de forma irresponsável frequentemente afeta pessoas.   

Este artigo não tem o objetivo de ensinar ninguém a ser tornar responsável. Neste artigo, eu gostaria apenas de compartilhar a minha visão sobre o quão danoso é ser irresponsável.

 

O que é ser responsável em minha opinião?

 

Ser responsável é

  1. Executar a tarefa combinada;
  2. Cumprir com os compromissos que você assumiu;
  3. Assumir os problemas e as consequências sobre algo que decidiu ter ou fazer;
  4. Assumir a responsabilidade sobre frutos do acaso (doenças, acidentes, dentre outros).

 

Toda vez que um compromisso envolve terceiros, você precisa ser ainda mais responsável. Veja estes 10 exemplos: 

  1. Marquei de jogar tênis às 19:30 com um amigo. Irei passar na casa dele às 18:45;
  2. Agendei uma reunião com meu cliente às 13:30. Vou logar na conferências às 13:20;
  3. Tenho que pagar o meu fornecedor e os meus colaboradores todo quinto dia útil do mês;
  4. Tenho que finalizar o projeto para o meu cliente até o dia 25 de maio;
  5. Tenho que dar educação, saúde, carinho, atenção e alimentação ao meu filho;
  6. Marquei com um amigo de tomar uma cerveja às 18:15 no bar do shopping;
  7. Tenho que atender o paciente às 09:30;
  8. Tenho que preparar a aula da próxima semana;
  9. Tenho que passear com meu cachorro todo dia;
  10. Combinei um jantar romântico com minha namorada no sábado às 21:00.

Como vocês podem observar nos exemplos acima, quase tudo o que fazemos na vida envolve pelo menos uma segunda pessoa, ou seja, caso não cumpramos com nossas responsabilidades, automaticamente estamos desrespeitando alguém.

E se você não se importa em ser responsável, é porque provavelmente você carece de empatia. 

Se você não liga em não pagar os seus funcionários no dia combinado, que o paciente fique esperando por horas para ser atendido, não liga de esquecer aquele jantar romântico que havia combinado com sua namorada, então me desculpe por ser franco, mas você não entende nada sobre pessoas e não se importa com elas. 


Por que ser responsável?

 

Ser responsável é ter honra*, uma das virtudes que mais deveriam estar presentes entre nós. Sem honra, do que vale o indivíduo? 

Quando você é responsável (honrado), você consegue rapidamente o respeito das pessoas, simplesmente porque você sempre as respeita.

Pessoas responsáveis têm como características: 

  1. Assumir as consequências dos seus atos, e por isso lidam melhor com os problemas da vida;
  2. Ter o respeito de sua família e de seus colegas de trabalho;
  3. Ser bem sucedidas em sua profissão;
  4. Amar as pessoas: amigos e família;
  5. Ser empáticas, e por isso mais felizes;

*Definição de "honra": sentimento e atitude de consideração, deferência e prova de apreço. (Dicionário Michaelis)

Ser responsável é respeitar o próximo. A recíproca é verdadeira. Vinícius Perallis