Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Tentativas de ataques a redes corporativas crescem 339%

Tentativas de ataques a redes corporativas crescem 339%

Valor equivale a 259.421 tentativas entre janeiro e março, contra 76.533 registradas no primeiro trimestre de 2014
As tentativas de ataques a redes corporativas aumentaram 339% somente no primeiro trimestre de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado. Isso é o que aponta um levantamento realizado pela empresa de segurança Arcon.

Ainda de acordo com o estudo, esse valor equivale a 259.421 tentativas entre janeiro e março, contra 76.533 registradas nos três primeiro meses de 2014.

Entre as principais ameaças estão as tentativas de entrada não autorizada a um computador ou rede (39%) e os worms(48%) – programa semelhante a um vírus, mas que possui a capacidade de se auto-reproduzir.

“Se no início de 2014, a maior preocupação das equipes de segurança da informação era manter as empresas livres de vírus e outros tipos de malwares (códigos maliciosos), o cenário em 2015 é muito mais preocupante e requer ainda mais atenção para que as tentativas de ataques não tenham sucesso e se tornem uma invasão efetiva, resultando em violações com danos, como a perda de credibilidade ou financeira”, diz Wander Menezes, especialista em Segurança da Informação do Arcon Labs.

Para o especialista, a espionagem virtual, os ataques internos, vírus e phishing são os tipos de ameaças que demandam grande atenção este ano.


O Brasil também tem sofrido com a onda de ataques. Segundo Menezes, apesar da diminuição de incidentes de segurança conhecidos como health (relacionados à disponibilidade e performance) e de malwares, as tentativas de ataques que antes representavam 19% dos incidentes, chegaram a 71% nos três primeiros meses do ano.
  
De acordo com o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br), o Brasil teve o triplo de ataques à segurança de redes em 2014. O Centro recebeu mais de um milhão de notificações de incidentes envolvendo computadores conectados à Internet, o que representa 197% a mais do que em 2013. Como destaque estão os ataques de negação de serviço (DoS – Denial of Service), que totalizaram 223.935 notificações, um número 217 vezes maior que o registrado em 2013.

Fonte: IT Forum 365